Navegue para frente para acessar os resultados sugeridos

    Um casal de Cancún se transforma em empreendedores de hospitalidade

    Veja como dois anfitriões do Airbnb ajudaram a mudar o setor de hospitalidade em sua cidade.
    Por Airbnb em 30 de jul. de 2019
    Leitura de 3 minutos
    Atualizado em 21 de abr. de 2021

    Em 2015, enquanto Diego procurava trabalho como chef em Cancún, no México, ele sugeriu à sua esposa Mariana que anunciassem um quarto em sua casa no Airbnb para ganhar algum dinheiro extra. Mariana, que trabalhava em um hotel local, não levava fé e estava preocupada com sua privacidade, mas aceitou experimentar. No fim das contas, eles adoraram interagir com os visitantes e ajudá-los a moldar sua viagem na cidade, além do impulso financeiro que tiveram ao hospedá-los.

    “Receber nossos primeiros hóspedes de lugares como Alemanha e França foi incrível", conta Mariana. Eles amaram tanto receber pessoas que decidiram ajudar outras a compartilhar suas casas também. "Esta seria uma ótima maneira de ter mais independência econômica", diz ela.

    Aquele quarto individual foi o primeiro passo da Seahorse Rentals, uma próspera empresa de gestão de propriedades que o casal construiu quase inteiramente no Airbnb. Isso proporcionou a Diego e Mariana a flexibilidade que buscavam enquanto criavam seu filho (com outro a caminho). Eles deixaram seus empregos logo após a criação da empresa e se tornaram empreendedores de hospitalidade em tempo integral.

    A Seahorse agora opera 37 anúncios, incluindo duas propriedades que o casal comprou e outras que eles gerenciam para amigos e vizinhos. Ela emprega três pessoas, todas residentes locais, que ajudam na manutenção e nas relações com os hóspedes. Mais de 90% dos negócios da Seahorse vêm do Airbnb. Diego e Mariana abraçaram a plataforma desde o início porque o alcance dela permitiu que eles atraíssem hóspedes sem ter que fazer nenhuma publicidade externa. Como receberam avaliações excelentes dos hóspedes de modo consistente, Mariana e Diego rapidamente construíram uma rede de indicações no Airbnb, tanto de hóspedes em potencial como de outros proprietários locais que procuravam uma empresa que os ajudasse a hospedar em sua própria propriedade.

    Mariana acredita que eles não teriam alcançado um sucesso tão rápido anunciando em outra plataforma. "Acabei de receber outra ligação de uma pessoa a quem nos recomendaram para gerenciar sua casa", diz Mariana. “Temos tantas referências agora que tive que perguntar como ela conseguiu nosso número.”

    Se Mariana e Diego tiverem algum problema, sabem que a Garantia ao Anfitrião do Airbnb os ajuda a recuperar o valor total por qualquer dano causado às suas propriedades, o que lhes dá tranquilidade à medida que continuam a expandir seu negócio.

    “O atendimento, o serviço e a segurança que a que temos acesso são inacreditáveis", diz Mariana. “Sempre que pensamos em anunciar nossas propriedades em outro lugar, pensamos: 'Vale a pena dar esse passo?'”

    Entre 2016 e 2018, a receita da Seahorse Rentals quase triplicou. No mês de alta temporada de dezembro, essa receita chegou a quase 500 mil pesos mexicanos (cerca de US$ 25 mil) em 2017 e 2018. A Seahorse fez parceria com empresas de turismo locais para oferecer descontos aos seus hóspedes, além de serviços de chefs e compras personalizadas para os hóspedes que os desejarem. Mariana diz que a presença do Airbnb ajudou a incentivar um novo tipo de turismo em uma região do México que era mais conhecida por resorts com tudo incluso.

    “Dá para perceber um enorme impacto no centro da cidade", diz Mariana. "Muitos restaurantes estavam começando a fechar porque a maioria dos hotéis oferece tudo incluso." Ela acrescenta ainda que quando as pessoas chegam a um Airbnb, "elas realmente conhecem o lugar que estão visitando.”

    Mariana diz que eles querem continuar a expandir a Seahorse por meio do Airbnb, mas de modo mais gradual, porque não querem abrir mão do toque pessoal. Eles planejam adicionar somente cerca de três propriedades por ano ao seu portfólio. "Você precisa dedicar muita atenção a cada uma para ter certeza de que tudo está funcionando bem para os hóspedes", diz Mariana.

    Essa atenção aos detalhes deu frutos inesperados. Mariana e Diego se tornaram amigos de muitos dos seus hóspedes frequentes e, no ano passado, Mariana visitou o primeiro hóspede que eles receberam pelo Airbnb durante uma viagem à Alemanha. "Não vemos todos os hóspedes, mas mantemos algum tipo de vínculo com eles apenas trocando mensagens", diz Mariana. “E seguirmos em nossa jornada, não queremos perder a essência do que fazemos.”

    Quer saber mais? Clique aqui para saber mais sobre hospedagens profissionais com o Airbnb.

    As informações contidas neste artigo podem ter mudado desde a publicação.

    Airbnb
    30 de jul. de 2019
    Essa informação foi útil?