Navegue para frente para acessar os resultados sugeridos

    Hospedagem em quartos inteiros: as melhores dicas e benefícios

    Descubra como compartilhar seu espaço, definindo regras e criando estadias inesquecíveis.
    Por Airbnb em 12 de dez. de 2018
    Leitura de 6 minutos
    Atualizado em 20 de nov. de 2019

    Hospedar em um quarto inteiro pode ter vantagens incríveis: atrair hóspedes que valorizam uma conexão local, fazer novos amigos de vários lugares do mundo e criar uma sensação de pertencimento em sua própria casa. No entanto, isso também pode trazer alguns desafios únicos — como ter que compartilhar uma cozinha ou proteger seus pertences. É por isso que pedimos as melhores dicas de anfitriões experientes que hospedam em quartos inteiros. Se você já hospeda em um quarto inteiro, as respostas deles podem inspirar algumas ideias. Se ainda não hospeda, as sugestões deles podem inspirar você a começar.

    Deixe claro que você tem um quarto inteiro

    Às vezes os hóspedes passam o olho rapidamente pelos anúncios, então é importante ser o mais claro possível. Os anfitriões sugerem que você use algumas palavras-chave ao criar seu anúncio.

    • "Escreva 'quarto' no título e no resumo, e envie uma mensagem de boas-vindas antes da reserva que informe que 'este é um quarto inteiro e a casa é compartilhada com o anfitrião'." — Till e Jutta, de Stuttgart, Alemanha
    • "Lembre-se de informar que os hóspedes devem estar cientes de que eles vão compartilhar a casa de outra pessoa." — Helen, de Auckland, Nova Zelândia
    • "Sou extremamente honesta na descrição do anúncio. Eu repito as coisas mais importantes: um banheiro, uma TV com apenas sinal de antena, estrada de cascalho, sem Wi-Fi, sem ar-condicionado. — Laurene, de Florence, Canadá

    Seja franco sobre quem está na casa

    Uma das grandes razões pelas quais os hóspedes escolhem quartos inteiros em vez de casas inteiras é para ter uma conexão mais profunda com os moradores locais. Dessa maneira, eles podem ficar surpresos se a casa tiver outros hóspedes, familiares ou animais de estimação que eles não estavam esperando encontrar. "Espere, quem é você?" um hóspede comentou sobre uma estadia em quarto inteiro. "Tudo estava ótimo... até de manhã, quando ficou claro que meu 'banheiro compartilhado' não era compartilhado apenas com o anfitrião, mas também com hóspedes de três outros quartos que ela alugou." Esses anfitriões descobriram que definir expectativas é fundamental:

    • "Informe claramente em seu anúncio que o espaço é compartilhado. Quando comecei a hospedar, me sentia pisando em ovos e achava que não podia receber ninguém em casa, mas isso não é sustentável. Agora, meu anúncio diz que esta é uma casa saudável e que amigos podem aparecer de vez em quando, por exemplo, para que eles saibam logo o que esperar." — Kath, de Albany, Austrália
    • "Uma hóspede do sexo feminino pode se sentir desconfortável compartilhando o banheiro com um hóspede do sexo masculino. Um hóspede do sexo masculino pode ter problemas com o tipo de espaço que ele terá que compartilhar com outros hóspedes. Você deve garantir que a experiência seja a melhor possível para os hóspedes, por isso, comunique-se sempre de forma clara." — Emily, da Itália

    Receba seus hóspedes para que vocês fiquem na mesma sintonia

    Receber os hóspedes pessoalmente é particularmente útil se você estiver hospedando em um espaço compartilhado. Muitos anfitriões nos disseram que, quando os hóspedes chegam, eles os levam para conhecer o quarto e a casa, se sentam para tomar um chá ou um café para descontrair e conversam sobre detalhes como estes:

    • “Os hóspedes chegam cansados e um pouco desorientados. Se você os cumprimenta no início da estadia, geralmente não há problemas." — Maria José, da Espanha
    • "Durante o check-in, informe claramente quais áreas os hóspedes podem usar e quais são estritamente privativas. Não se esqueça de dizer que você espera que a cozinha fique arrumada, pois alguns hóspedes vêm de culturas nas quais as pessoas costumam cozinhar e comer mais tarde à noite." — Thomas, da Basileia, Suíça
    • "Deixo minhas regras claras no meu Guia da Casa e converso com os hóspedes a respeito de luzes, janelas, horários de silêncio, chegada em casa cedo/tarde." — Paul, de Londres,

    Forneça Regras da Casa específicas e detalhadas

    Tenha em mente sua própria agenda e suas necessidades ao criar diretrizes sobre como os hóspedes devem interagir com seu espaço.

    • Os hóspedes podem usar a cozinha para preparar comida, mas eu especifico nossos próprios horários de refeição para que não nos sintamos invadidos. — Françoise, de Paris, França
    • "Especifique se eles podem usar a máquina de lavar e o chuveiro à vontade ou somente em horários definidos." — Emily, da Itália
    • "Para mim, é fundamental informar que é proibido fumar nesta casa. Os hóspedes podem fumar no pátio dos fundos, para que os não fumantes possam se sentar no pátio da frente." — Gerlinde, de Kempen, Alemanha
    • "Seja amigável e flexível, mas NÃO seja um banana! O check-in é às 16h e você está me pedindo para entrar às 10h30? Eu respondo: "Infelizmente isso não será possível, pois meus hóspedes atuais só sairão às 11h e preciso de algumas horas para garantir que o quarto esteja completamente limpo. Se quiser deixar sua bagagem às 11h, posso permitir isso tranquilamente e providenciar a limpeza do quarto um pouco mais cedo para você. Que tal 14h?" — Suzanne, de Wilmington, Carolina do Norte

    Propicie estadias inesquecíveis

    Toques pessoais — como preparar um café da manhã, decorar a casa com peças de artistas locais e até mesmo oferecer um pedaço de chocolate — podem tornar a estadia do hóspede mais especial. Confira aqui algumas ideias de anfitriões:

    • "Para mim, o café da manhã é o momento mais divertido, porque nós conversamos bastante. Muitos hóspedes escolhem meu anúncio por causa do café da manhã orgânico, que está no título. — Celine, de Saumur, França
    • "Uma vez, dormi no quarto inteiro que anunciei para saber como estava a climatização do ambiente, o quão quente ou frio ele pode ficar e experimentá-lo como se fosse um hóspede. Coloquei uma mesa de cabeceira de madeira natural ao lado da cama, onde os hóspedes podem colocar seus telefones, livros, bebidas, etc. Acabou virando um assunto ótimo de conversa." — Helen, de Auckland, Nova Zelândia
    • "Coloquei folhetos sobre a cidade e revistas. Nós decoramos o local com pinturas de artistas locais. Os hóspedes gostam disso e muitas vezes me perguntam onde podem comprá-los. Nós colocamos uma mesa dobrável, porque recebemos um monte de hóspedes que estão em viagens de negócios." — Emmanuelle, de Rennes, França
    • "Organizei os quartos do modo como eu gostaria de me hospedar. Coloquei toalhas extras, chaleira, xícaras, chá, café e copos nos quartos. Há até mesmo itens básicos de farmácia." — Christine, de Clohars-Carnoët, França
    • "Coloquei uma extensão de tomada e uma luminária em cada quarto. À noite, eu sempre deixo dois copos d'água para os hóspedes para que eles não precisem se levantar à noite e façam menos ruído." — Ana, da Galícia, Espanha
    • "Compre protetores auriculares para você — é sério! Disponibilize alguns dilatadores nasais em um pratinho com um bilhete escrito a mão: “se você quiser usar, fique à vontade!" — Cathie, de Darwin, Austrália

    Pergunte sobre a interação

    Como você sabe quando deve passar algum tempo com os hóspedes e quando dar espaço a eles? Os anfitriões dizem que é fácil: basta perguntar previamente qual é o nível de interação que eles gostariam de ter. Eles também recomendaram prestar atenção em mais alguns detalhes:

    • Alguns hóspedes são tímidos porque têm receio de incomodar os outros, então convido eles para se juntarem aos outros na mesa." — Emily, da Itália
    • "Vejo pouco os viajantes de negócios, porque muitas vezes eles estão com clientes e querem ficar em paz à noite. Aos turistas, dou várias dicas privilegiadas sobre a cidade e, às vezes, eles deixam claro que gostariam de fazer algo juntos. As pessoas que viajam sozinhas são sempre bem organizadas e têm muitas discussões políticas e culturais interessantes." — Christa, de Munique, Alemanha
    • "Seja neutro e mantenha a mente aberta: seus hóspedes têm visões de mundo e opiniões políticas diferentes. Esta é uma ótima oportunidade para aprender. Mantenha-se neutro em princípio e deixe as conversas evoluírem naturalmente." — Kath, de Albany, Austrália

    Você está compartilhando não só uma parte de sua casa, mas também uma parte de si mesmo. Depois de resolver alguns aspectos da manutenção do lar, os benefícios começam de verdade. Paul, um anfitrião de Londres, definiu bem: “Vejo cada hóspede como uma chance de aprender algo novo e conhecer uma pessoa que, de outra forma, eu nunca teria a chance de conhecer! Alguns hóspedes foram bem interessantes, tiveram experiências de vida muito diferentes da minha e mostraram pontos de vista e opiniões bem diferentes das minhas. Mas eu adoro conhecer essas pessoas e compartilhar meu espaço com elas. Existem poucas coisas tão pessoais quanto abrir as portas da casa onde você mora para um desconhecido completo, mas também não tem nada mais gratificante do que isso!"

    As informações contidas neste artigo podem ter mudado desde a publicação.

    Airbnb
    12 de dez. de 2018
    Essa informação foi útil?

    Você também pode gostar