Navegue para frente para acessar os resultados sugeridos

    Como expandir seus negócios com Experiências

    Os anfitriões podem fazer o possível e o impossível oferecendo atividades inspiradoras.
    Por Airbnb em 17 de jan. de 2019
    Leitura de 3 minutos
    Atualizado em 21 de abr. de 2021

    Café da manhã caseiro, passeios a pé, atividades no bairro e muito mais — os Superhosts fazem o possível e o impossível quando o assunto é fazer seus hóspedes se sentirem acolhidos. Na verdade, cerca de 30%* das acomodações do Airbnb já ofereceram passeios e atividades para os hóspedes. E alguns anfitriões até oficializaram essas ofertas ao torná-las experiências.

    Confira o exemplo dos Superhosts Patricia Ramos e Oscar Fernandez, que estão entre os primeiros anfitriões de Experiências em Cuba. O casal, ambos professores de economia da Universidade de Havana, começou hospedando acomodações. Agora também oferecem quatro experiências: uma aventura cultural de dois dias em Havana e em áreas rurais; um passeio de meio dia a pé pela autêntica Havana; uma excursão de um dia inteiro ao campo cubano para cultivar café, criar animais e viver fora da capital, além de uma conversa de duas horas sobre a economia e a sociedade cubana acompanhada de Cuba Libres ou de uma bebida à escolha do hóspede. Além disso, Oscar conta que "Incentivamos amigos a hospedar outras 15 experiências."

    Patricia e Oscar nos falaram sobre como levaram seu empreendedorismo a outro nível.

    Então, como vocês começaram com as experiências?
    Oscar: "Bem, nós passávamos duas horas com cada hóspede durante o check-in, porque queríamos contar a eles tudo o que sabíamos sobre Cuba. E nós gostamos muito desse papo, porque nos sentíamos como os professores que já somos, só que ensinando a um novo tipo de estudante."

    Patricia: "Aí as pessoas começaram a nos deixar comentários e a escrever sobre [nossos passeios improvisados]. Então, quando o Airbnb lançou as Experiências em Cuba, pensamos: por que não criamos uma experiência parecida com o que já fazemos no check-in?"

    Conte-nos sobre sua primeira experiência, "A aventura de ser cubano". O que a torna única?
    Patricia: Na maior parte dos casos, os visitantes internacionais que vêm a Cuba esperam ouvir sobre charutos, rum e salsa. Mas o que queríamos fazer era mostrar aos hóspedes um pouco mais: como o sistema educacional, o sistema de saúde e os mercados funcionam, e como as pessoas vivem com salários baixos. Fazemos um passeio a pé pela cidade e mostramos a eles lugares que não são para turistas, como o Coppelia, que é o reino do sorvete. São cerca de 25 centavos de dólar por cinco bolas de sorvete. Com 30 minutos de espera, as pessoas socializam e participam até de reuniões enquanto esperam na fila – é o resumo da sociedade cubana. Também usamos transporte público em nossos passeios com os hóspedes, o que não é nada comum [para turistas]. No final das contas, eles sentem que fizeram algo realmente significativo e podem falar sobre como os cubanos realmente vivem em uma sociedade socialista."

    Qual é a melhor parte de ser um anfitrião de experiências?
    Oscar: “O conhecimento e o enriquecimento cultural são incríveis. Você compartilha sua cultura a cada experiência. Ainda somos professores na universidade, por isso incentivamos nossos colegas mais jovens a co-hospedar a experiência conosco. Também sentimos que o Airbnb gerou empregos e melhorou vidas. Para nossa experiência “Vida no campo”, levamos nossos hóspedes a uma área rural para conhecer os amigos da nossa família, que vivem fora da capital pescando e cultivando frutas e café. Levamos hóspedes para lá cerca de três vezes por semana e nossos amigos acabaram se tornando empreendedores também."

    Você tem algum conselho para outros anfitriões que estejam pensando em criar uma experiência?
    Patricia: "Tudo se resume a você ter algo para compartilhar e querer fazer isso com outras pessoas.”

    Oscar: "O que importa é se abrir para os hóspedes. Você deve ser autêntico, ser mesmo, caso contrário, não terá sucesso.”

    *Com base em uma pesquisa interna do Airbnb com mais de 100 anfitriões.

    As informações contidas neste artigo podem ter mudado desde a publicação.

    Airbnb
    17 de jan. de 2019
    Essa informação foi útil?