Navegue para frente para acessar os resultados sugeridos

    Práticas inclusivas para ajudar todos os hóspedes a se sentirem acolhidos

    Confira algumas recomendações de anfitriões experientes — desde atualização do anúncio até avaliação dos hóspedes.
    Por Airbnb em 27 de jun. de 2022
    Leitura de 6 minutos
    Atualizado em 15 de jul. de 2022

    Destaques

    • Teste essas práticas recomendadas para garantir que seus hóspedes se sintam seguros e acolhidos

    • Use modelos de outros anfitriões para escrever seu anúncio e suas mensagens

    Hospedar no Airbnb significa abrir a porta da sua casa para pessoas do mundo inteiro, e a inclusão é a base da hospedagem.

    O segredo para ser um anfitrião de sucesso é entender como ajudar pessoas de todas as origens a se sentirem à vontade e em casa. Como comunidade, estamos empenhados em receber todos os hóspedes — de qualquer raça, religião, nacionalidade, etnia, deficiência, sexo, identidade de gênero, orientação sexual ou idade — com respeito e sem julgamentos ou preconceitos.

    A hospitalidade inclusiva é uma das partes mais importantes para ser um anfitrião de sucesso. Isso significa:

    • Aceitar e receber todos os hóspedes de todas as origens

    • Proporcionar uma experiência igualitária para todas as pessoas e acomodar as necessidades dos hóspedes

    • Construir conexões através das diferenças e semelhanças

    • Ter a mente aberta e disposição para saber o que os hóspedes precisam durante a estadia

    O Airbnb compilou informações de anfitriões, hóspedes e especialistas para que você possa integrar práticas inclusivas à sua rotina de hospedagem e receber todas as pessoas de forma acolhedora. Essas ações recomendadas, que vão desde a configuração do anúncio até deixar uma avaliação, podem ajudar a reduzir o preconceito inconsciente e abrir caminho para conexões.

    Pré-reserva: como criar um anúncio inclusivo

    Ao deixar claro que recebe pessoas de todas as origens, você ajuda hóspedes de comunidades historicamente marginalizadas a se sentirem à vontade e incentivados a reservar seu espaço. Soubemos por meio de conversas com hóspedes que pessoas dessas comunidades buscam sinais de inclusão nos anúncios antes de confirmar a reserva.

    Confira aqui algumas coisas que você pode fazer para sinalizar que é um anfitrião inclusivo:

    • Deixe claro nas primeiras frases da descrição do seu anúncio que você recebe pessoas de todas as origens (exemplos abaixo).

    • Descreva com exatidão os recursos de acessibilidade da sua propriedade e atualize suas fotos.

    • Adicione seus pronomes (por exemplo, ela, ele, eles) ao seu perfil. É uma maneira de mostrar como você gosta de ser chamado e sinaliza que também se preocupa em usar os pronomes da preferência dos hóspedes.

    • Ative a Reserva Instantânea para permitir que os hóspedes reservem seu anúncio sem pré-aprovação. Isso também indica que você tem disposição de hospedar qualquer pessoa que atenda aos seus critérios de reserva.

    • Ofereça pré-aprovações e incentivo aos hóspedes que entrarem em contato com você antes de confirmar a reserva. Sabemos que os hóspedes às vezes entram em contato com os anfitriões antes de confirmar a reserva para avaliar se serão aceitos e acolhidos.

    • Antes de rejeitar o pedido de reserva de um hóspede, pense cuidadosamente no motivo para isso. Você se sentiria à vontade em explicar a razão pessoalmente ao hóspede?

    Dica: compartilhe mais sobre você e seus interesses no seu perfil e na descrição do seu anúncio para dar aos hóspedes a oportunidade de se conectar com você.

    Você pode experimentar adaptar trechos de anúncios de outros anfitriões que demonstram inclusão. Conversamos com os membros do Conselho Consultivo de Anfitriões e reunimos alguns exemplos:

    1. Peter, de São Francisco, nos Estados Unidos, escreve: "Minha casa é um espaço seguro para pessoas de todos os grupos minoritários e marginalizados. Dou as boas-vindas a hóspedes de todas as raças, religiões, gêneros e orientações sexuais."

    2. "A segunda foto no meu anúncio mostra um monumento que diz: 'Você pertence'," diz Shinya, de Osaka, no Japão. Shinya também inclui uma foto com a seguinte declaração de intenção: "Eu respeito a diversidade e a inclusão". Você também pode escrever isso na legenda de uma foto.

    Pré-chegada: como fazer com que todos os hóspedes se sintam incluídos

    Assim que seu espaço for reservado, envie uma mensagem acolhedora aos seus hóspedes. Evite fazer suposições sobre eles e demonstre empatia.

    • Personalize sua mensagem de boas-vindas com informações do perfil do seu hóspede, como perguntas sobre os interesses dele, cidade natal e hobbies.

    • Use uma linguagem neutra em relação ao gênero e à orientação sexual ao fazer referência aos hóspedes. O melhor é evitar suposições sobre o gênero ou o status do relacionamento de alguém.

    • Se um hóspede fizer perguntas sobre acessibilidade, responda às suas dúvidas e pergunte se ele precisa de algo mais.

    Dica: experimente enviar uma mensagem perguntando aos seus hóspedes: "O que posso fazer para garantir que você terá uma estadia agradável?"

    Se precisar de ideias, use mensagens de outros anfitriões para hóspedes como inspiração. Confira aqui dois exemplos:

    1. Michael, de Falcarragh, na Irlanda, diz que o mais importante para ele é estabelecer uma relação acolhedora desde o início. "Sempre agradeço aos hóspedes por quererem ficar na nossa acomodação", afirma ele. "Então menciono que vou entrar em contato mais perto da data de visita, desejo a eles um ótimo dia e também digo que, se houver alguma coisa que precisem nesse meio tempo, estou aqui para ajudar."

    2. Susan, de Denver, escreve: "Nossa casa é sua casa. Fique à vontade. Faça deste espaço o seu próprio lugar. Se você tiver ideias para melhorar nossa experiência com os hóspedes, fale com a gente."

    Após o check-in: como se assegurar que os hóspedes se sintam à vontade

    Os hóspedes, especialmente aqueles de comunidades historicamente marginalizadas, já comentaram que esse tipo de ação faz com que se sintam mais seguros e acolhidos:

    • Ative o self check-in se possível, mas pergunte aos hóspedes se eles preferem um check-in presencial.
    • Não faça visita aos hóspedes sem necessidade. Ofereça privacidade a eles e deixe claro que você está disponível (pessoal ou virtualmente) se precisarem.

    Dica: inclua todas as informações importantes sobre seu espaço nas suas Regras da Casa para que os hóspedes possam acessá-las digitalmente.

    Após o checkout: como avaliar os hóspedes de forma objetiva

    As avaliações constituem a base de confiança da comunidade do Airbnb. Deixar uma avaliação sobre seus hóspedes é uma chance de mostrar sua gratidão e fornecer feedback útil.

    • Use os mesmos padrões para avaliar todos os hóspedes.

    • Receba hóspedes novos no Airbnb quando puder e avalie-os após a estadia. A avaliação ajuda muito os hóspedes em reservas futuras.

    • Sugira que os hóspedes deixem avaliações. Descobrimos que viajantes de comunidades historicamente marginalizadas costumam ler as avaliações antes de confirmar a reserva para saber se outros hóspedes como eles foram bem acolhidos.

    Siga as práticas inclusivas, especialmente se for um novo anfitrião. Lembre-se de que o mais importante para acolher todos os hóspedes é perguntar sobre as necessidades deles e manter os canais de comunicação abertos.

    Você pode ser mais inclusivo simplesmente perguntando: "O que você precisa para se sentir à vontade e bem-vindo no meu espaço?". Com sorte, essa pequena atitude influenciará os hóspedes a reservarem sua acomodação e terem uma ótima experiência no seu espaço.

    Destaques

    • Teste essas práticas recomendadas para garantir que seus hóspedes se sintam seguros e acolhidos

    • Use modelos de outros anfitriões para escrever seu anúncio e suas mensagens

    Airbnb
    27 de jun. de 2022
    Essa informação foi útil?