Pular para o conteúdo
    Navegue para frente para acessar os resultados sugeridos
    5 de maio: uma notícia importante do Airbnb

    5 de maio: uma notícia importante do Airbnb

    A COVID-19 mudou o setor de viagens. Hoje, compartilhamos algumas notícias difíceis.
    Por Airbnb em 5 de mai. de 2020
    Leitura de 8 minutos
    Atualizado em 6 de mai. de 2020

    A COVID-19 mudou o setor de viagens de forma radical, e hoje compartilhamos a difícil notícia de que estamos reduzindo o número de funcionários do Airbnb. Esta semana estamos focados em cuidar de nossos funcionários e gostaríamos de pedir sua compreensão e paciência nesse momento. Confira o que você pode esperar na próxima semana:

    • Seguiremos respondendo pelos nossos canais de redes sociais, pela Central da Comunidade e por nossa equipe de atendimento à comunidade
    • Entraremos em contato com um pequeno grupo de líderes da comunidade de todo o mundo para reunir feedback e perguntas frequentes.
    • Brian Chesky, nosso CEO, participará de uma live com Novidades para os Anfitriões no dia 13 de maio, em que responderá a perguntas importantes e abordará os assuntos que causam mais preocupação.

    Continuamos comprometidos em ajudar você e seus hóspedes. Juntos, vamos reconstruir nossos negócios. Vamos entrar em contato em breve.

    Hoje, o cofundador e CEO do Airbnb, Brian Chesky, enviou a seguinte mensagem aos funcionários da empresa.

    * * *

    Para: Equipe Global do Airbnb
    Assunto: Uma notícia importante

    Querida equipe,

    Esta é a sétima vez que falo com vocês de minha casa. Toda vez que conversamos, compartilhei boas e más notícias, mas hoje tenho que compartilhar algumas notícias muito tristes.

    Quando vocês me perguntaram sobre possíveis demissões, eu disse que não podíamos descartar nenhuma opção. Hoje, preciso confirmar que estamos reduzindo o número de funcionários do Airbnb. Para uma empresa como a nossa, cuja missão envolve trazer a sensação de pertencimento, essa é uma realidade extremamente difícil de enfrentar e será ainda mais difícil para aqueles que têm que deixar o Airbnb. Vou explicar com todos os detalhes possíveis como cheguei a essa decisão, o que faremos por essas pessoas que estão indo embora e o que acontecerá a seguir.

    Vou começar explicando como chegamos a esta decisão. Estamos vivendo a crise mais grave de nossas vidas e, conforme ela foi se espalhando, as viagens pelo mundo foram interrompidas. Os negócios do Airbnb foram muito afetados, com uma previsão de que a receita deste ano será de menos da metade do que ganhamos em 2019. Em resposta, arrecadamos US$ 2 bilhões em capital e reduzimos drasticamente os custos que atingiram quase todos os departamentos da empresa.

    Embora essas ações fossem necessárias, ficou claro que teríamos que ir mais longe quando enfrentássemos duas difíceis verdades:

    1. Não sabemos exatamente quando as pessoas voltarão a viajar.
    2. Quando voltarem, elas serão diferentes.

    Embora saibamos que o Airbnb vai se recuperar por completo, as mudanças pela quais passaremos não serão temporárias, nem de curto prazo. Por isso, precisamos fazer mudanças mais profundas no Airbnb e criar uma estratégia de negócios mais definida, o que nos leva a reduzir o número de pessoas que trabalham conosco.

    Dos nossos 7.500 funcionários, quase 1.900 colegas estão saindo do Airbnb, cerca de 25% do total da empresa. Como estamos tendo dificuldade para continuar com nossas operações normais, tivemos que definir esses cortes visando um modelo de negócio mais focado.

    Uma empresa com mais foco

    A partir de agora, viajar será diferente, e precisamos que o Airbnb se adapte a essas mudanças. As pessoas vão buscar opções mais próximas de casa, mais seguras e mais acessíveis. No entanto, elas também vão querer algo que parece que lhes foi tirado — a conexão humana. Quando fundamos o Airbnb, nossa ideia era promover o pertencimento e a conexão entre as pessoas. Essa crise nos fez pensar muito em como voltar às nossas origens, ao que realmente importa e que torna o Airbnb especial — pessoas que hospedam em suas casas e oferecem experiências.

    Isso significa que precisaremos reduzir nosso investimento em atividades que não estão diretamente ligadas ao núcleo da nossa comunidade de anfitriões. Iremos interromper nossos projetos de Transportes e Airbnb Studios e reduziremos nossos investimentos em hotéis e acomodações de luxo.

    Essas decisões não têm nenhuma relação com o trabalho que as pessoas desempenham nessas equipes e não significa que todos dessas equipes estão saindo da empresa. Por outro lado, equipes de todas as partes do Airbnb serão afetadas. Muitas serão reduzidas com base em como se encaixam nos novos rumos que o Airbnb tomará.

    Como abordamos a redução do quadro de funcionários

    Era importante que tivéssemos um conjunto de princípios bem definidos e guiados por nossos valores fundamentais ao lidar com a redução no número de funcionários. Seguimos estes princípios:

    • Decidir as reduções considerando nossa estratégia de negócios futura e as habilidades que vamos precisar.
    • Fazer o máximo pelos funcionários afetados.
    • Assegurar nosso firme compromisso com a diversidade.
    • Organizar uma comunicação individual com os funcionários afetados.
    • Aguardar para comunicar as decisões apenas quando todos os detalhes estiverem acertados — anunciar decisões com apenas informações parciais pode piorar a situação.

    Tentei ao máximo me manter fiel a esses princípios.

    Processo para redução de pessoal

    Nosso primeiro passo foi criar uma estratégia de negócios mais focada em um modelo de custo sustentável. Analisamos a função de cada equipe nessa nova estratégia e determinamos o tamanho e as atribuições de cada uma daqui para a frente. Em seguida, fizemos uma análise completa de cada membro da equipe e tomamos decisões considerando quais eram as habilidades fundamentais para as necessidades que teremos de agora em diante.

    O resultado é que teremos que nos despedir de colegas que amamos e valorizamos muito. Há pessoas maravilhosas indo embora. As empresas que venham a trabalhar com elas terão muita sorte.

    Para cuidar daqueles que estão saindo, analisamos indenizações, ações, planos de saúde e apoio ao trabalho, e fizemos o nosso melhor para tratar todos de forma justa e respeitosa.

    Indenização

    Funcionários nos Estados Unidos receberão o salário base correspondente a 14 semanas e uma semana adicional para cada ano que trabalharam no Airbnb. O período de anos trabalhados será arredondado considerando o ano mais próximo. Por exemplo, se alguém estiver no Airbnb há 3 anos e 7 meses, receberá um salário adicional de 4 semanas, ou 18 semanas de salário no total. Fora dos EUA, todos os funcionários receberão pelo menos 14 semanas de salário, além dos benefícios por tempo trabalhado conforme as práticas específicas de cada país.

    Ações

    Estamos retirando a carência de um ano para a participação no programa de ações, de forma que todos os funcionários contratados no último ano que estão saindo, independentemente de quanto tempo estão na empresa, tenham participação nas ações. Além disso, todas as pessoas que estão saindo são elegíveis para a data de aquisição de 25 de maio.

    Assistência médica

    Em meio a uma crise global de saúde de duração desconhecida, queremos diminuir a carga dos custos com saúde. Nos EUA, cobriremos 12 meses do seguro de saúde sob a Lei de Extensão de Benefícios para Adaptação Orçamentária (COBRA, na sigla em inglês). Em todos os outros países, cobriremos os custos do seguro de saúde até o final de 2020. Isso acontece porque, não podemos manter a cobertura legalmente ou nossos planos atuais não permitem uma extensão. Também forneceremos quatro meses de apoio à saúde mental através do grupo KonTerra.

    Apoio ao trabalho

    Nosso objetivo é conectar nossos colegas que estão saindo do Airbnb a novas oportunidades de trabalho. Vamos ajudar de cinco maneiras:

    • Diretório de ex-funcionários — lançaremos um site aberto ao público para ajudar nossos colegas que estão saindo a encontrar novas oportunidades de trabalho. Os funcionários que estão saindo podem disponibilizar seu perfil, currículo e portfólio a potenciais empregadores.
    • Equipe de recolocação de ex-funcionários — para o restante de 2020, uma parcela significativa da equipe de recrutamento do Airbnb será transferida para a equipe de Recolocação de Ex-funcionários. Os recrutadores do Airbnb que permanecerão conosco ajudarão os funcionários que estão saindo a encontrar novas oportunidades de emprego.
    • Estamos oferecendo quatro meses de serviços profissionais através da RiseSmart, uma empresa especializada em serviços de transição de carreira e colocação profissional.
    • Assistência a ex-funcionários pelos funcionários — estamos convidando os funcionários que continuarem conosco para participar de um programa para ajudar os colegas a encontrar novas oportunidades profissionais.
    • Notebooks — um computador é uma ferramenta importante para encontrar novos trabalhos, portanto estamos permitindo que todas as pessoas que estão deixando a empresa fiquem com seus notebooks da Apple.

    Próximos passos

    Quero esclarecer a situação a todos vocês o quanto antes. Nós temos funcionários em 24 países, e o tempo que levará para fornecer informações claras irá variar de acordo com as leis e práticas de cada região. Alguns países exigem que as notificações sobre trabalho sejam recebidas de uma forma muito específica. Embora nosso processo possa variar de acordo com o país, tentamos ser respeitosos com a situação de cada funcionário.

    Para os que estão nos EUA e Canadá, posso informar o procedimento com mais clareza. Nas próximas horas, os funcionários que deixarão o Airbnb receberão um convite no calendário para uma reunião de saída com o líder sênior do respectivo departamento. Era importante para nós que, quando possível legalmente, as pessoas fossem informadas em uma conversa franca e individual. O último dia de trabalho para os funcionários nos EUA e no Canadá será segunda-feira, 11 de maio. Achamos que marcar para uma segunda-feira daria às pessoas tempo para organizar os próximos passos e se despedir dos colegas — entendemos e respeitamos a importância desse momento.

    Alguns funcionários que ficarão conosco terão uma nova função e receberão um convite para uma reunião com o assunto "Nova função", onde receberão mais informações. Os que estão nos EUA e Canadá e continuarão no Airbnb não receberão um convite de calendário.

    Às 18h (horário do Pacífico), organizarei uma reunião world@ para nossas equipes da Ásia e Pacífico. À 0h (horário do Pacífico), organizarei uma reunião world@ para nossas equipes na Europa e Oriente Médio. Após cada um desses encontros, prosseguiremos com as próximas etapas de cada país de acordo com as práticas locais.

    Pedi a todos os líderes do Airbnb que esperassem até o fim desta semana para reunir suas equipes por respeito aos nossos colegas afetados. Eu quero que todos tirem os próximos dias para processar tudo isso, e nesta quinta-feira às 20h (horário de Brasília) estarei em uma Sessão de Perguntas para o CEO.

    Considerações finais

    Aprendi nestas últimas oito semanas que uma crise traz clareza sobre o que realmente importa. Apesar de estarmos no meio de um turbilhão, algumas coisas estão mais claras do que nunca.

    Em primeiro lugar, quero agradecer a todos que fazem parte do Airbnb. Mesmo durante esta experiência terrível, todos vocês têm sido uma inspiração para mim. Mesmo nas piores circunstâncias, conseguimos dar o melhor de nós mesmos. Mais do que nunca, o mundo precisa de conexões humanas, e tenho certeza de que o Airbnb sairá mais forte do outro lado. Acredito nisso porque acredito em vocês.

    Em segundo lugar, quero que saibam que cada um de vocês é muito importante para mim. Nossa missão não se limita a apenas viagens. Quando fundamos o Airbnb, nosso primeiro slogan foi "Travel like a human", para mostrar às pessoas que queríamos dar valor ao lado humano de viajar. Sempre demos mais importância ao aspecto humano do que às próprias viagens. Nós giramos em torno do pertencimento, e no cerne do pertencimento encontramos o amor.

    Para aqueles que ficam:

    uma das melhores formas de homenagear nossos colegas que estão saindo é mostrando a eles que suas contribuições fizeram a diferença e que sempre farão parte da história do Airbnb. Tenho certeza de que o trabalho deles persistirá, assim como nossa missão.

    Para os que estão saindo do Airbnb,

    quero dizer que realmente sinto muito. A culpa não é de vocês. O mundo nunca deixará de procurar o talento e as qualidades que vocês trouxeram ao Airbnb e que ajudaram a fazer do Airbnb o que ele é hoje. Quero agradecer, do fundo do meu coração, por vocês terem compartilhado seu talento conosco.

    Brian

    Airbnb
    5 de mai. de 2020
    Essa informação foi útil?