Navegue para frente para acessar os resultados sugeridos

    Esses gerentes de propriedades usaram as ferramentas do Airbnb para aumentar a ocupação

    Um casal de Paris usa guias e fotos de alta qualidade para exibir suas acomodações.
    Por Airbnb em 20 de set. de 2019
    Leitura de 3 minutos
    Atualizado em 27 de out. de 2020

    Destaques

    • Este casal parisiense anunciou seus sete lofts no Airbnb pela primeira vez em 2014

    • A taxa de ocupação deles aumentou mais de 50% depois de anunciarem no Airbnb

    • Duas das suas propriedades únicas recebem mais exposição através do Airbnb Plus

    Quando a equipe formada pelo casal Angie e Chris começou a renovar e alugar lofts de artistas em Paris para viajantes há uma década, muitas foram as dificuldades para atrair os hóspedes. Apesar de anunciar suas propriedades em três plataformas de viagem online e em seu próprio site, a taxa de ocupação raramente ultrapassava 50%.

    Mas a sorte deles mudou há 5 anos, quando, em busca de um público mais amplo, começaram a anunciar seus sete Lofts Artisan Paris no Airbnb. O alcance global da plataforma ajudou a criar um fluxo constante de hóspedes jovens e entendidos em tecnologia, e a taxa de ocupação foi às alturas. O casal estima que a ocupação tenha crescido 85% na alta temporada e cerca de 75% durante o inverno, na baixa temporada.

    "O Airbnb abriu o mercado de hospitalidade para novos clientes e novos viajantes", opina Chris, ex-consultor da PwC. "Tornou-se um modelo para a indústria em termos de inovação, tecnologia e experiência do cliente."

    Para anfitriões entendidos como Angie e Chris, a plataforma do Airbnb ofereceu não só alcance, mas também um meio de exibir as lindas fotos de seus elegantes minilofts. Os espaços, que já foram padarias antigas, ateliês de moda e estúdios de artistas, ganharam outra vida. Uma galeria proeminente permite que eles mostrem a estética dos lofts — posters de art déco, cadeiras modernas de meados do século e colchas vermelhas com estampa xadrez. O Airbnb também oferece uma plataforma para compartilhar com os hóspedes dicas de moradores locais (onde os parisienses compram, bebem e comem) através de guias personalizados.

    O Airbnb deu as ferramentas de um hoteleiro a qualquer pessoa que administre um negócio menor.
    Chris, Property Manager, Artisan Lofts Paris

    "Nós hospedamos porque amamos viajar", conta Chris. "Amamos viajar como moradores locais, não como turistas — então decidimos hospedar e ajudar nossos hóspedes a viverem como moradores locais durante a viagem."

    Não ter nenhum cancelamento e alcançar a nota máxima nas avaliações dos hóspedes ajudou Angie e Chris a manterem o status de Superhost. Dois dos seus anúncios estão no Airbnb Plus, um programa que destaca acomodações com qualidade e design verificados. "Isso, por sua vez, é um marketing que ajuda a aumentar o número de hóspedes", afirma Chris.

    "O Airbnb criou algo que outras plataformas nunca conseguiram oferecer: uma categoria para anfitriões de alta qualidade", afirma ele. "É também uma oportunidade para o proprietário se aprimorar e tentar usufruir dessa recompensa."

    Antes de se juntarem ao Airbnb, Chris e Angie tinham problemas para organizar os calendários de reservas em diferentes plataformas e no próprio software de reservas deles. "Era um pesadelo", conta Chris. O Airbnb deu a eles a oportunidade de sincronizar todos os calendários, evitando que diferentes hóspedes reservem as mesmas datas. Na plataforma, também existem páginas de ajuda que fornecem ao casal informações sobre como otimizar os negócios no Airbnb. Depois de lerem uma dica sugerindo que diminuíssem os requisitos de duração mínima da estadia, Angie e Chris rapidamente começaram a atrair um número maior de hóspedes.

    O casal também se beneficiou das ferramentas de preços automáticos da plataforma, que sugerem preços otimizados com um ano de antecedência com base em fatores como época do ano, dias da semana e eventos especiais. "O Airbnb deu as ferramentas de um hoteleiro a qualquer pessoa que administre um negócio menor", diz Chris.

    Graças ao sucesso deles em Paris, o casal agora está expandindo o negócio para Portugal. As ferramentas de co-hospedagem do Airbnb também deram a eles a possibilidade de contratar alguém para ajudá-los a gerir a propriedade, mesmo de longe. "Acho que a co-hospedagem mudou a forma como as pessoas estão administrando seus negócios", opina Chris. "O Airbnb está sempre interessado em inovação e expectativas."

    Você tem interesse na hospedagem profissional do Airbnb?
    Saiba mais

    As informações presentes neste artigo podem ter mudado desde a publicação.

    Destaques

    • Este casal parisiense anunciou seus sete lofts no Airbnb pela primeira vez em 2014

    • A taxa de ocupação deles aumentou mais de 50% depois de anunciarem no Airbnb

    • Duas das suas propriedades únicas recebem mais exposição através do Airbnb Plus

    Airbnb
    20 de set. de 2019
    Essa informação foi útil?